Como lidar com comentários do YouTube (e nas redes sociais)

Alguém certamente lhe disse alguma vez, mesmo que indiretamente, por meio de filmes, séries, desenhos e afins, que se deve aprender com as críticas para melhorar seu desempenho, seja nos seus trabalhos ou como pessoa. Os feedbacks realmente são importantes, afinal, que sentido faria criar vídeos e não receber comentários? É o mesmo que falar com a parede — embora digam que elas tenham ouvidos!

Mas saber lidar com críticas, elogios e sugestões é um fundamento muitas vezes difícil de dominar, ainda mais quando trolls e haters, por meio de comentários no YouTube, fazem de tudo para atingi-lo de forma completamente pessoal e desencadeada, pois, quando não se consegue “digerir” certas palavras, é natural que a qualidade dos vídeos posteriores seja comprometida.

Caso você esteja pensando em abrir um canal no YouTube ou já esteja mergulhando na onda dos vários vloggers/youtubers em busca do sucesso, mas sente alguma insegurança a respeito de como os comentários podem lhe afetar, relaxe! Acompanhe nosso artigo para aprender como lidar com os comentários, sejam eles negativos, positivos ou sugestivos!

Como se conectar por meio dos comentários do YouTube

Em meio a elogios e críticas, é fundamental que se dê a devida atenção ao público. Para compreender a importância disso, imagine que, ao final de uma palestra, o palestrante evita responder perguntas alegando ter compromisso. Que tipo de repercussão terá essa atitude perante o público? Que reputação será construída?

Quando passamos alguma mensagem publicamente, automaticamente temos o compromisso de tirar dúvidas, entender o que pode fazer de relevante para o público ou simplesmente corresponder com suas expectativas.

Portanto, procure ser como os melhores palestrantes: mexa com o astral das pessoas e faça com que elas se sintam importantes.

Como lidar com comentários egocêntricos

Não se surpreenda caso você seja um expert em determinado assunto, tenha muita propriedade no que diz, e, mesmo assim, pessoas aparecerem para fazer você pensar que elas sabem muito mais.

Essas pessoas geralmente querem atenção dos seus próprios seguidores, visam desqualificá-lo para, assim, saírem “vencedoras”. Não se deixe abalar, muito menos ache que você é uma pessoa desprovida de informações. Basta que seja cordial nas respostas, evitando qualquer atrito, mas, ao mesmo tempo, mostrando força em suas palavras. Isso transmitirá muita firmeza aos seus seguidores e o respeito será conquistado.

Como lidar com comentários ofensivos

É certo que, a qualquer momento, seus vídeos receberão comentários negativos, trolls poderão tirar uma com o seu sotaque, haters insistirão em tentar te abalar com seus discursos de ódio. Isso é algo tão comum a que todo vlogger está sujeito, e a primeira ação que somos orientados a ter — muitas vezes pela própria consciência — é de que devemos ignorar. Porém, essa atitude não deve ser necessariamente generalizada.

Jamais rebaixe seu nível civilizado para a falta de civilidade que vem ocorrendo na internet. Porém, dependendo do teor das ofensas e do quanto isso lhe afetou moralmente, tome o caminho inverso: evite ignorar!

Denuncie, reporte abuso, mobilize-se explicando o ocorrido (como em casos de racismo, por exemplo) e permita que as punições cabíveis sirvam de exemplo para que outras pessoas mal intencionadas evitem te encher.

Resumindo: procure filtrar esses tipos de comentários. Isole-os de forma que os comentários construtivos formem o seu conceito de público crítico, e que o feedback deles é que serão importantes para que seus vídeos mantenham uma audiência qualificada.

Lembre-se de que existe um número de seguidores que gostam do que você faz, e o fato de te acompanharem deve ser levado muito mais em conta do que uma minoria que procura denegri-lo, pois são os seus seguidores e engajadores que, sem dúvidas, estarão te apoiando.

E já que o assunto são comentários, por que não se junta à conversa e deixa a sua opinião?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *